Acromegalia: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!

A acromegaliaé um distúrbio hormonal que se desenvolve quando a glândula pituitária produz muito hormônio de crescimento durante a idade adulta. Quando isso acontece, seus ossos aumentam de tamanho, incluindo os de suas mãos, pés e rosto. A acromegalia geralmente afeta adultos de meia-idade.

Nas crianças que ainda estão crescendo, o excesso de hormônio do crescimento pode causar uma condição chamada gigantismo. Essas crianças apresentam crescimento ósseo exagerado e aumento anormal da altura.

Como a acromegalia é incomum e as mudanças físicas ocorrem gradualmente, a condição geralmente não é reconhecida imediatamente: às vezes não há anos. Se não for tratada prontamente, a acromegalia pode levar a doenças graves e até mesmo tornar a vida em risco. No entanto, os tratamentos disponíveis para acromegalia podem reduzir o risco de complicações e melhorar significativamente os sintomas, incluindo o aumento de suas características.

VEJA: Como Essa Mulher Emagreceu 30 KG EM 45 DIAS

O que é Acromegalia:

A acromegalia é uma condição hormonal rara que resulta de uma quantidade excessiva de hormônio do crescimento (GH) no corpo. A quantidade extra de GH causa excesso de crescimento nos ossos e tecidos moles do corpo. Crianças com a condição podem crescer até níveis anormais. Eles também podem ter uma estrutura óssea exagerada. Acromegalia afeta principalmente os braços, pernas e face.

Causas de Acromegalia:

A acromegalia é causada pela glândula hipófise que produz o hormônio de crescimento (GH) em excesso ao longo do tempo. A hipófise, uma pequena glândula situada na base do cérebro, atrás da ponte nasal, produz vários hormônios. O GH desempenha um papel importante na gestão do seu crescimento físico.

Quando o GH é secretado em sua corrente sanguínea, ele aciona o fígado para produzir um hormônio chamado fator de crescimento semelhante à insulina I (IGF-I). Por sua vez, o IGF-I estimula o crescimento de ossos e outros tecidos. Se sua glândula pituitária produz muito GH, podem ocorrer quantidades excessivas de IGF-I. Demasiada IGF-I pode causar um crescimento anormal dos tecidos moles e do esqueleto e outros sinais e sintomas característicos de acromegalia e gigantismo.

Em adultos, um tumor é a causa mais comum de produção excessiva de GH:

  • Tumores hipofisários. A maioria dos casos de acromegalia é causada por um tumor não benigno (benigno) (adenoma) da glândula pituitária. O tumor secreta quantidades excessivas de hormônio do crescimento, causando muitos dos sinais e sintomas da acromegalia. Alguns dos sintomas da acromegalia, como dores de cabeça e visão prejudicada, são devidos à massa do tumor que pressiona os tecidos cerebrais próximos.
  • Tumores não hipofisários. Em algumas pessoas com acromegalia, tumores em outras partes do corpo, como os pulmões, pâncreas ou glândulas supra-renais, causam o distúrbio. Às vezes, esses tumores secretam GH. Em outros casos, os tumores produzem um hormônio chamado hormônio liberador do hormônio do crescimento (GH-RH), que estimula a glândula pituitária a produzir mais GH.

Sintomas de Acromegalia:

Um dos sinais mais comuns de acromegalia é o aumento das mãos e pés. As pessoas com esse distúrbio geralmente percebem que não podem mais usar anéis que se encaixam e que o tamanho do calçado aumentou progressivamente.

A acromegalia também pode causar mudanças graduais na forma do rosto, como mandíbula e sobrancelhas salientes, nariz alongado, lábios espessos e espaçamento maior entre os dentes.

Como a acromegalia tende a progredir lentamente, os primeiros sinais podem não ser evidentes por vários anos. Às vezes, as pessoas percebem a condição apenas comparando fotografias antigas.

A acromegalia pode produzir os seguintes sinais e sintomas, que podem variar de uma pessoa para outra:

  • Mãos e pés aumentados;
  • Características faciais aumentadas e ampliadas;
  • Pele grossa, oleosa e espessa;
  • Sudorese excessiva e odor corporal;
  • Pequenas conseqüências do tecido da pele (marcas na pele);
  • Fadiga e fraqueza muscular;
  • Uma voz rouca e profunda devido a cordas vocais e seios aumentados;
  • Ressonar severo devido à obstrução da via aérea superior;
  • Visão prejudicada;
  • Dores de cabeça;
  • Língua ampliada;
  • Dor e mobilidade articular limitada;
  • Irregularidades do ciclo menstrual em mulheres;
  • Disfunção erétil em homens;
  • Fígado, coração, rins, baço e outros órgãos aumentados;
  • Aumento do tamanho do peito (peito barril).

Complicações de Acromegalia:

A progressão da acromegalia pode resultar em grandes problemas de saúde. As complicações podem incluir:

  • Hipertensão arterial (hipertensão);
  • Doença cardiovascular, particularmente aumento do coração (cardiomiopatia);
  • Osteoartrite;
  • Diabetes Mellitus;
  • Bócio;
  • Crescimento pré-cancerígeno (pólipos) no revestimento do cólon;
  • Apneia do sono, uma condição em que a respiração pára e começa repetidamente durante o sono
  • Síndrome do túnel carpal;
  • Redução da secreção de outros hormônios hipofisários (hipopituitarismo);
  • Miomas uterinos, tumores benignos no útero;
  • Compressão da medula espinhal;
  • Perda de visão.

VEJA TAMBÉM: ACABE de Vez com o SOFRIMENTO da Menopausa HOJE…

O tratamento precoce da acromegalia pode impedir que essas complicações se desenvolvam ou piorem. Se não for tratada, a acromegalia e suas complicações podem levar à morte prematura.

Diagnóstico de Acromegalia:

Para iniciar o processo de diagnóstico, o seu médico terá um histórico médico e realizará um exame físico. Então ele ou ela pode recomendar os seguintes passos:

  • Medição de GH e IGF-I. Depois de ter jejuado durante a noite, o seu médico irá colher uma amostra de sangue para medir os seus níveis de GH e IGF-I. Níveis elevados desses hormônios sugerem acromegalia.
  • Teste de supressão do hormônio de crescimento. Este é o método definitivo para verificar a acromegalia. Neste teste, os seus níveis sanguíneos de GH são medidos antes e depois de beber uma preparação de açúcar (glicose). Normalmente, a ingestão de glicose diminui os níveis de GH. Se você tem acromegalia, seu nível de GH tenderá a permanecer alto.
  • Imagem. Seu médico pode recomendar que você passe por um procedimento de imagem, como a ressonância magnética (MRI), para ajudar a identificar a localização eo tamanho de um tumor da glândula pituitária. Se os radiologistas, que geralmente realizam os procedimentos, não veem nenhum tumor da glândula pituitária, eles podem procurar por tumores não hipofisários que possam ser responsáveis ​​por altos níveis de GH.

Quando ver um Médico:

Se você tiver sinais e sintomas associados à acromegalia, entre em contato com o seu médico para uma avaliação.

A acromegalia geralmente se desenvolve lentamente, e até mesmo os membros da sua família podem inicialmente não notar as mudanças físicas graduais que ocorrem com esse distúrbio. O diagnóstico precoce é importante, no entanto, para que você possa receber os devidos cuidados. acromegalia pode levar a complicações graves se não for tratada.

Preparando-se para sua consulta:

É provável que você comece vendo seu médico de família ou um clínico geral. No entanto, em alguns casos, você pode ser encaminhado imediatamente a um médico especializado em distúrbios hormonais (endocrinologista).

É bom se preparar para a sua consulta. Aqui estão algumas informações para ajudá-lo a se preparar para sua consulta e saber o que esperar do seu médico.

O que você pode fazer:

  • Esteja ciente de qualquer restrição de pré-compromisso. Quando você fizer a consulta, pergunte se há alguma coisa que você precisa fazer para se preparar para os testes de diagnóstico.
  • Anote os sintomas que você está experimentando. Seu médico vai querer saber sobre qualquer coisa que esteja lhe causando desconforto ou preocupação, como dores de cabeça, alterações na visão ou desconforto em suas mãos, mesmo que esses sintomas pareçam não estar relacionados ao motivo pelo qual você agendou a consulta.
  • Anote informações pessoais importantes, incluindo quaisquer alterações na sua vida sexual ou, se for mulher, no seu ciclo menstrual.
  • Faça uma lista de todos os medicamentos, vitaminas e suplementos que você está tomando.
  • Leve consigo fotografias antigas que seu médico possa usar para comparar sua aparência hoje. Seu médico provavelmente estará interessado em fotos de 10 anos atrás através do presente.
  • Leve junto um membro da família ou amigo, se possível. Alguém que acompanha você pode lembrar de algo que você sente falta ou esquece.

Escreva perguntas para perguntar ao seu médico:

 Preparar uma lista de perguntas ajudará você a aproveitar ao máximo seu tempo com seu médico. Para acromegalia, algumas perguntas básicas a serem feitas ao seu médico incluem:

  • O que provavelmente está causando meus sintomas ou condição?
  • Além da causa mais provável, quais são as possíveis causas para meus sintomas ou condição?
  • Quais testes eu preciso?
  • Quais tratamentos estão disponíveis para essa condição? Qual abordagem você recomenda?
  • Por quanto tempo necessitarei de tratamento antes que meus sintomas melhorem?
  • Com o tratamento, vou voltar a olhar e sentir como eu fiz antes de desenvolver sintomas de acromegalia?
  • Terei complicações a longo prazo desta condição?
  • Eu tenho essas outras condições de saúde. Como posso administrá-los melhor juntos?
  • Há alguma restrição que preciso seguir?
  • Eu deveria ver um especialista?
  • Existe uma alternativa genérica ao medicamento que você está prescrevendo?
  • Há folhetos ou outro material impresso que eu possa levar comigo? Quais sites você recomendaria?

Não hesite em fazer qualquer outra pergunta que você tenha.

O que esperar do seu médico:

O seu médico provavelmente fará várias perguntas, incluindo:

  • Que sintomas você está experimentando e quando eles apareceram?
  • Você notou alguma mudança em como se sente ou como está? Sua vida sexual mudou?
  • Como você está dormindo? Você tem dores de cabeça ou dores nas articulações ou sua visão mudou? Você já notou transpiração excessiva?
  • Alguma coisa parece melhorar ou piorar seus sintomas?
  • Quanto você diria que seus recursos mudaram com o tempo? Você tem fotos antigas que eu possa usar para comparação?
  • Seus sapatos e anéis antigos ainda se encaixam? Se não, quanto seu ajuste mudou com o tempo?
  • Você já fez o rastreio do câncer do cólon?

Acromegalia

Tratamento de Acromegalia:

O tratamento se concentra em reduzir sua produção de GH, bem como reduzir os efeitos negativos do tumor na glândula pituitária e nos tecidos adjacentes. Você pode precisar de mais de um tipo de tratamento.

Cirurgia:

Os médicos podem remover a maioria dos tumores da hipófise usando um método chamado cirurgia transesfenoidal. Neste procedimento, o cirurgião trabalha pelo nariz para extrair o tumor hipofisário.

VEJA Também: Como Essa Mulher Emagreceu 32Kg em APENAS 4 Semanas..

Removendo o tumor pode normalizar a produção de GH e eliminar a pressão sobre os tecidos ao redor de sua glândula pituitária para aliviar os sinais e sintomas associados. Em alguns casos, seu cirurgião pode não conseguir remover todo o tumor. Isso pode resultar em níveis persistentemente elevados de GH após a cirurgia, exigindo tratamentos médicos ou radiológicos adicionais.

Medicamentos:

Drogas usadas para diminuir a produção ou bloquear a ação do GH incluem:

Análogos de somatostatina. As drogas octreotide (Sandostatin) e lanreotide (Somatuline Depot) são versões sintéticas do hormônio somatostatin do cérebro. Eles podem interferir com a secreção excessiva de GH pela glândula pituitária e, portanto, podem produzir declínios rápidos nos níveis de GH.

Ao iniciar o tratamento com octreotide, você inicialmente se injeta com uma preparação de ação curta sob sua pele (subcutânea) três vezes ao dia para determinar se você tem algum efeito colateral da medicação e se é eficaz. Então, se for tolerado e eficaz, você pode tomar uma forma de ação prolongada que requer uma injeção nos músculos de suas nádegas (músculos glúteos) por um profissional de saúde, administrado uma vez por mês. Lanreotide é administrado como uma injeção subcutânea uma vez por mês.

Agonistas da dopamina. Os medicamentos cabergolina e bromocriptina (Parlodel) são tomados como comprimidos. Em algumas pessoas, essas drogas podem diminuir os níveis de GH e IGF-I. O tumor pode diminuir de tamanho em algumas pessoas que tomam um agonista da dopamina ou análogos da somatostatina. Algumas pessoas podem desenvolver comportamentos compulsivos, como jogos de azar, enquanto tomam esses medicamentos.

Antagonista do hormônio de crescimento. O medicamento pegvisomante (Somavert), um antagonista do hormônio de crescimento, age para bloquear o efeito do GH nos tecidos do corpo. O pegvisomant pode ser particularmente útil para pessoas que não tiveram sucesso com outras formas de tratamento.

Você administra este medicamento diariamente por injeção subcutânea. Este medicamento pode normalizar os níveis de IGF-I e aliviar os sintomas na maioria das pessoas com acromegalia, mas não reduz os níveis de GH nem reduz o tamanho do tumor.

Radiação:

Seu médico pode recomendar o tratamento com radiação quando as células tumorais permanecem após a cirurgia. A radioterapia destrói qualquer célula tumoral remanescente e reduz lentamente os níveis de GH. Pode levar anos para que esse tratamento melhore perceptivelmente os sintomas da acromegalia.

Você recebe tratamento com radiação de três maneiras:

  • Radioterapia convencional. Este tipo de terapia de radiação é geralmente dado todos os dias da semana durante um período de quatro a seis semanas. Você pode não perceber o efeito completo da terapia de radiação convencional por 10 ou mais anos após o tratamento.
  • Terapia com feixe de prótons. A terapia com feixe de prótons fornece uma dose direcionada de radiação ao tumor, poupando a exposição à radiação em tecidos normais. A terapia do feixe de prótons é fornecida em frações ao longo do tempo, mas os tempos de tratamento são geralmente menores que a radiação convencional.
  • Radio cirurgia estereotáxica. Também conhecida como radio cirurgia Gamma Knife, a radio cirurgia estereotáxica pode fornecer uma dose elevada de radiação às células tumorais em uma dose única, enquanto limita a quantidade de radiação aos tecidos circundantes normais. Este tipo de radiação pode trazer os níveis de GH de volta ao normal dentro de três a cinco anos.

A radio cirurgia estereotáxica está disponível em apenas alguns centros médicos dos EUA e não é recomendada para todas as pessoas que sofrem radiação para acromegalia. Seu médico determinará qual tipo de terapia de radiação é ideal para você com base em:

  • O tamanho e a localização das células tumorais restantes;
  • Seus níveis de fator de crescimento semelhante à insulina I (IGF-I).

Mesmo após o tratamento inicial, a acromegalia requer monitoramento periódico por seu médico para garantir que sua glândula pituitária esteja funcionando adequadamente. Este acompanhamento pode durar pelo resto da sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HIV / AIDS: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!

Ceratose Actínica: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!