Amora – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais

De nome cientifico Morus Alba, a Amora é o fruto da amoreira, uma árvore da família das Rosáceas. A Amora tem um formato semelhante a um cacho de uva em miniatura e sua cor vermelha, vinho ou roxa é bastante característica. É possível consumir a fruta pura, a sua folha em chás e até a farinha da Amora. O consumo da Amora traz diversos benefícios para a saúde, como ajudar a prevenir a anemia e o envelhecimento precoce, e a manter a saúde dos ossos. Além de ser aliada para quem quer emagrecer, uma vez que tem poucas calorias e muitas fibras.

Já o chá de Amora é muito utilizado por mulheres na menopausa, por conter substâncias que imitam a função do hormônio estrogênio no organismo, auxiliando a combater as ondas de calor.  Então, veja agora tudo sobre esta fruta:

Origem da Amora:

A Amora (Morus Alba) é o fruto da amoreira, uma árvore da família das Rosáceas. Ela é uma fruta tropical encontrada na Asia, Africa e aqui na América do Sul. A Amora é um fruto agregado, ou seja, é formada pela aglomeração de vários frutos menores chamados mini-drupa ou drupete. Existem vários tipos de amoras e elas se diferem na coloração: podem ser vermelhas, brancas e negras. Sua espécie mais comumente encontrada por aqui é a Amora preta, que é arredondada e, inicialmente, apresenta-se na cor vermelha e quando está bem madura, na cor preta.

amora

Valor Nutricional da Amora:

A tabela a seguir traz a composição nutricional em 100 g do Amora:

Agora que já conhecemos os nutrientes, conheça também os benefícios para a saúde:

Benefícios da Amora:

O consumo regular traz os seguintes benefícios para a saúde:

  • Ajuda a evitar a formação dos radicais livres e a prevenir o envelhecimento celular;
  • Ajuda a regularizar o trânsito intestinal e a evitar a prisão de ventre;
  • Ajuda na sensação de saciedade, auxiliando quem quer emagrecer;
  • Ajuda a aliviar o sangramento excessivo durante a menstruação;
  • Ajuda a regular a menstruação e considerado um tônico uterino;
  • Ajuda a a reduzir a insulina;
  • Ajuda a contribuir para o fortalecimento dos ossos;
  • Ajuda na prevenção do crescimento de certas células cancerígenas.

Além desses, a Amora e outras frutas vermelhas, como a framboesa, têm antocianinas, que são considerados fito nutrientes anticancerígenos por retardar o crescimento de células pré-malignas e evitar a formação de novos vasos sanguíneos que poderiam “alimentar” um tumor.

Como Usar a Amora :

São várias as formas que a Amora pode ser consumida, desde a fruta in natura, até sucos, chás, bolos e outras sobremesas que a utilizem em sua composição. A Amora pode, inclusive, depois de ser lavada e deixar escorrer o excesso de água, ser congelada, o que ajuda a aumentar o seu tempo de validade. Não consuma mais do que uma xícara da fruta por dia. Modo de uso:

Chá de Folhas de Amoreira:

  • Usar 1 colher (de chá) de folhas secas de Amora para 1 xícara de água fervente.
  • Juntar as folhas de Amora e a água fervida e deixar repousar por 10 minutos.
  • Em seguida coar e tomar 2 xícaras por dia para tratamento de diarreia e cólicas menstruais, ou aplicar esse chá diretamente nas feridas para facilitar a cicatrização.
  • Este é um ótimo remédio caseiro para herpes ou cobreiro.

Suco de Amora:

  • Usar 100 g de Amora para 1 xícara de água.
  • Após lavar as frutas bate-las no liquidificador juntamente com a água.
  • Em seguida tomar sem coar.

Tintura de Amora:

  • Colocar numa garrafa escura 500 ml de Vodka (de 30 a 40º) e 150 g de folhas secas da amoreira.
  • Deixar descansar por 14 dias, agitando a mistura 2 vezes por dia.
  • Depois dos 14 dias de descanso coe a mistura e mantenha-a bem fechada num recipiente de vidro escuro, ao abrigo da luz e do calor.
  • Para tomar basta diluir 1 colher de sopa desta tintura num pouquinho de água e beber a seguir.
  • Recomenda-se tomar 2 doses desta por dia, uma pela manhã e outra à noite.

O suco é indicado para ajudar no tratamento de osteoporose, porém quando aquecido e adoçado com mel pode ser usado para tratar rouquidão, inflamação nas cordas vocais ou amigdalites.

amoras

Contraindicações:

Não existe uma contraindicação formal ao consumo. Contudo, pessoas com diabetes devem maneirar na quantidade, uma vez que mesmo tendo um baixo valor calórico ela é rica em açúcares.

Pessoas que fazem uso de anticoagulantes, como quem já teve trombose, devem evitar o seu consumo ou limitá-lo a pequenas quantidades, de acordo com a recomendação do médico para cada caso. Isso porque a fruta é rica em vitamina K, que diminui a ação do remédio e pode ocasionar uma complicação do quadro.

Efeitos colaterais:

O consumo de grande quantidade de Amora pode causar diarreia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fibras – O que são, Benefícios, Fontes e Deficiência

Ovo – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais