Caqui – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais

De nome cientifico: Diospyros kaki, o caqui é uma fruta comestível que vem da árvore de caqui. A árvore é um membro da ordem Ericales de plantas, que também inclui castanha do Brasil, mirtilos e chá. Embora existam várias variedades de frutas caqui, o mais comumente cultivado vem do fruto de caquizeiro japonês.

Existem dois tipos principais de fruta caqui: adstringente e não-adstringente. Hachiya caquis são o tipo mais comum de fruto caqui adstringente. Os caquis adstringentes contêm uma alta concentração de taninos e podem ter um sabor desagradável se consumidos antes de estarem completamente maduros. Depois de amadurecidos e macios, eles desenvolvem um delicioso sabor doce e açucarado.

Os caquis não adstringentes, por outro lado, são mais doces e contêm uma menor quantidade de taninos. De fato, variedades não adstringentes como o caqui fuyu podem ser aproveitadas antes mesmo de estarem completamente maduras. O gosto de caqui não adstringente é geralmente descrito como doce e ligeiramente crocante.

Estes frutos podem ser consumidos crus, cozidos ou secos. Eles são comumente adicionados a tudo, desde saladas a assados ​​e muito mais. Além de serem incrivelmente versáteis, eles também são ricos em muitos nutrientes e antioxidantes importantes e têm uma longa lista de potenciais benefícios de saúde que podem proporcionar. Então, para saber um pouco mais sobre o caqui continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre esse incrível fruto. Vamos lá?!

Origem do Caqui:

O caqui tem origem asiática, mas foi na China e no Japão que fincou raízes e de lá se espalhou pelos quatro cantos do planeta. Chegou ao Brasil com a leva de imigrantes japoneses no fim do século 19, encontrando, no Sul e Sudeste do país, solo e clima favoráveis ao seu cultivo. No Japão, segundo estudiosos, estão catalogadas mais de 800 variedades da fruta, mas por aqui o tipo rama forte, o fuyu, o goimbo e o kyoto são os mais populares.

Apesar de existirem variedades que “travam a boca”, o caqui quando maduro é suculento e doce. O tão procurado “caqui chocolate”, não é considerado um tipo exclusivo do gênero. Todo caqui pode ser ‘chocolate’ desde que tenha sementes. É a natureza quem decide. Uma única árvore pode gerar frutos com e sem sementes.

caqui

Valor Nutricional do Caqui:

A tabela a seguir traz a informação nutricional para 100 g de caqui:

PRINCÍPIO VALOR NUTRICIONAL PORCENTAGEM DE RDA
Energia 20 kcal 1%
Carboidratos 5 g 2%
Fibra dietética 1 g 4%
Açúcar 4 g
Proteínas 0 g 0%
Gordura total 0 g 0%
Colesterol 0 mg 0%
VITAMINAS
Vitamina A 456 UI 9%
Vitamina C 2,1 mg 4%
Vitamina E 0,2 mg 1%
Vitamina K 0,7 mcg 1%
Tiamina 0,0 mg 1%
Riboflavina 0,0 mg 1%
Niacina 0,3 mg 1%
Vitamina B6 0,0 mg 1%
Vitamina b12 0,0 mcg 0%
Folato 2,2 mcg 1%
Colina 2,1 mg
MINERAIS
Cálcio 2,2 mg 0%
Ferro 0,0 mg 0%
Magnésio 2,5 mg 1%
Fósforo 4,8 mg 0%
Potássio 45,1 mg 1%
Sódio 0,3 mg 0%
Zinco 0,01 mg 0%
Cobre 0,0 mg 2%
Manganês 0,1 mg 5%
Selênio 0,2 mcg 0%
ESTERÓIS
Fitoesteróis 1,1 mg
DE OUTROS
agua 22,50 g
Cinza 0,1 g

Agora que já conhecemos os nutrientes do caqui, conheça também os benefícios para a saúde.

Benefícios do Caqui:

O consumo de caqui traz os seguintes benefícios para a saúde:

Ajuda na Perda de Peso:

Uma fruta de tamanho médio pesa cerca de 168 gramas e oferece apenas 31 gramas de carboidratos. A fruta quase não tem gordura. Estes dois fatores tornam um amigo ideal para aqueles que desejam fazer um lanche enquanto tentam perder os quilos extras!

Mantém Infecções na Baía:

O caqui é uma incrível fonte de fitoquímicos, incluindo antioxidantes polifenólicos e catequinas. Estes contribuem para a propriedade anti-inflamatória da fruta, o que ajuda na prevenção de ataques de doenças infecciosas.

Rica Fonte de Fitoquímicos:

A caqui é uma rica reserva de diversos fitoquímicos – catequinas e antioxidantes polifenólicos. A catequina é um potente agente anti-inflamatório e anti-infeccioso. Assim, poderia ajudar a evitar reações inflamatórias indesejadas e infecções.

Bom Para Diabéticos:

Aqueles que sofrem de diabetes são propensos a desejos de fome, e isso com muita frequência. Sendo rica em fibras, o caqui pode ser saboreada por diabéticos para reduzir os níveis de fome. A fruta também é conhecida por regular o nível de açúcar no sangue.

Mantém o fígado Saudável:

O caqui é rico em antioxidantes, que eliminam os radicais livres nocivos derivados do oxigênio em nosso corpo. Também reduz o efeito de materiais tóxicos e evita danos às células. Isso eventualmente resulta em um corpo desintoxicado e um fígado saudável.

Reduz Retenção de Água

Sendo diurético na natureza, o caqui pode acabar com a retenção de água, bem como aumentar a quantidade de urina que flui através dos rins. Com alto teor de potássio, garante que nenhum mineral significativo seja perdido durante a micção.

Bom Para Hipertensão:

O sódio, quando incluído excessivamente na dieta, pode desencadear hipertensão. O caqui é conhecido por possuir baixos níveis de sódio. Por isso, pode ser usado como parte de uma dieta equilibrada de baixo teor de sódio projetada para aqueles que têm hipertensão.

Melhora a Visão:

O caqui contém vitamina A em quantidades significativas. E é um fato estabelecido que a vitamina A tem o potencial de melhorar a visão.

Melhora a Produção de Glóbulos Vermelhos:

O cobre, presente nesta fruta, ajuda na absorção adequada de ferro. Isso, por sua vez, ajuda na produção de glóbulos vermelhos.

Fortalece a Imunidade:

Sendo uma boa fonte de Vitamina C, a fruta, quando usada regularmente em sua dieta balanceada, pode ajudar no fortalecimento dos níveis de imunidade. Assim, ele age como um escudo contra o resfriado comum, a gripe e várias infecções pulmonares, incluindo asma.

Ajuda a Combater o Câncer:

Sendo uma rica fonte de antioxidantes, esta fruta ajuda na redução dos radicais livres. Estes, caso contrário, podem danificar as células e provocar câncer. A presença de vitamina A, assim como o shibuol e o ácido betulínico, enriquecem as propriedades de combate ao câncer desta fruta.

Como Consumir o Caqui:

Se você nunca tentou antes, você pode estar se perguntando como comer um caqui. A boa notícia é que, na verdade, é bem simples; a pele é muito fina e totalmente comestível, então você pode simplesmente lavá-la e comê-la como uma maçã .

Se você está comendo um caqui adstringente como um Hachiya, espere até que esteja amaciado e totalmente maduro para evitar uma boca cheia de taninos. Para caquis não adstringentes, vá em frente e aproveite quando estiver laranja e ainda um pouco firme. Apenas descarte as sementes encontradas no centro da fruta.

Você também pode usar caqui como ingrediente para outros pratos também. É ótimo para aumentar o sabor das saladas ou adoçar sobremesas naturalmente enquanto ainda fornece alguns nutrientes extras. Formas de consumir o caqui:

MOUSSE DE CAQUI:

MOUSSE DE CAQUI

Ingredientes:

  • 6 caquis maduros
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • 1/2 lata de leite condensado
  • 1/2 lata de creme de leite sem soro
  • 1 envelope (12 g) de gelatina em pó sem sabor

Calda:

  • 2 caquis maduros
  • 1 copo de água
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • Conversão de pesos e medidas

Modo de Preparo:

  • Descasque e retire as sementes dos caquis.
  • Bata-os no liquidificador junto com o leite, o leite condensado, o creme de leite e a gelatina em pó, que deve ser dissolvida de acordo com as instruções da embalagem.
  • Distribua a mousse em uma forma ou em forminhas individuais.
  • Leve à geladeira até ficar firme.

Modo de Preparo da Calda:

  • Bata os caquis, a água e o açúcar no liquidificador.
  • Despeje a mistura em uma panela, leve ao fogo baixo e deixe cozinhar por aproximadamente dez minutos, mexendo sempre até que engrosse um pouco.
  • Deixe esfriar e sirva com a mousse.

BOLO DE CAQUI:

BOLO DE CAQUI

Ingredientes:

  • 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio
  • 3 xícaras de polpa de caqui
  • 1/2 xícara de manteiga em temperatura ambiente
  • 1 2/3 xícara de açúcar
  • 2 ovos
  • 2 colheres (chá) de suco de limão
  • 2 colheres (chá) de essência de baunilha
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 1/2 colher (chá) de cravo moído
  • 1 colher (chá) de canela moída
  • 1/4 colher (chá) de noz moscada
  • 1/2 xícara de nozes picadas
  • 1/2 xícara de passas

Modo de Preparo:

  • Pré-aqueça o forno (180°C).
  • Unte e enfarinhe uma forma redonda média com furo central.
  • Processe a polpa dos caquis com o bicarbonato de sódio e reserve.
  • Em uma tigela grande (ou na batedeira), bata a manteiga com o açúcar até ficar claro.
  • Adicione os ovos, suco de limão e a essência de baunilha e bata até ficar fofo.
  • Junte a mistura de caqui e bata até incorporar.
  • Peneire a farinha, o fermento, sal, cravo, canela e a noz moscada.
  • Acrescente tudo à mistura de caqui e misture até a massa fique homogênea.
  • Junte as nozes e as passas e misture com uma espátula.
  • Coloque na forma preparada e asse por 50-60 minutos ou até que enfiando um palito no centro, ele saia limpo.
  • Deixe esfriar na forma por uns 15 minutos antes de desenformar sobre uma grade.
  • Espere esfriar completamente antes de servir.

SALADA VERDE COM CAQUI:

SALADA VERDE COM CAQUI

Ingredientes:

  • 1 prato de sobremesa de salada de folhas de sua preferência
  • 1/2 caqui maduro e firme cortado em gomos
  • 1/2 bola de queijo mussarela de búfala cortada rusticamente
  • 1 colher (sopa) de croutons ou avelã torrada
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:

  • Em um recipiente, coloque as folhas e o caqui.
  • Em um prato separado, tempere a mussarela com sal, azeite e sal.
  • Acrescente as folhas e o caqui ao prato.
  • Finalize com os croutons e/ou as avelãs. Sirva fresco.

MACARRÃO COM MOLHO DE CAQUI:

MACARRÃO COM MOLHO DE CAQUI

Ingredientes:

  • 4 xícaras (chá) de macarrão (o tipo de sua preferência)
  • ½ xícara (chá) de coco ralado
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • ½ xícara (chá) de talos de salsa picados
  • 4 xícaras (chá) de caqui maduro
  • Sal a gosto

Modo de Preparo:

  • Cozinhe o macarrão em uma panela com sal, uma colher de sopa de óleo e água suficiente.
  • Escorra.
  • Rale o coco e reserve.
  • À parte, doure a cebola e o alho no óleo, acrescente os talos de salsa, o caqui batido no liquidificador, o sal e deixe apurar.
  • Cubra o macarrão com o molho e salpique com o coco ralado.
  • Sirva quente.

SUCO DE CAQUI:

SUCO DE CAQUI

Ingredientes:

  • 1 copo de água ou de água de coco natural
  • 1 caqui picado com ou sem pele
  • 1 lasca de gengibre e/ou limão
  • 1 colher de sopa de semente de linhaça

Modo de Preparo:

  • Acrescente todos os ingredientes em um liquidificador e bata tudo.
  • Sirva gelado.

BRUSCHETTA COM CAQUI:

BRUSCHETTA COM CAQUI

Ingredientes:

  • 1 baguete (cortada em fatias médias)
  • 2 colheres de sopa de manteiga (derretida)
  • 1 ½ colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 ½ colher de chá de canela em pó
  • 5 (ou mais) caquis cortados
  • 3 a 4 colheres de sopa de iogurte de baunilha
  • Mel a gosto

Modo de Preparo:

  • Pré-aqueça o forno a 375°C.
  • Espalhe a manteiga em um lado (em cima) para as fatias de baguete e coloque-os em uma assadeira grande.
  • Asse por 10 minutos ou até que o pão fique dourado.
  • Retire do forno e coloque-os lado a lado.
  • Misture 1 colher de sopa de canela e 1 colher de sopa de açúcar mascavo e polvilhe sobre a fatia torrada (no lado onde você passou a manteiga).
  • Volte ao forno por 30 minutos ou até que a “cobertura” derreta.
  • Retire e deixe esfriar.
  • Em um recipiente, misture o caqui picado, o restante do açúcar mascavo e a canela.
  • Espalhe o iogurte sobre as torradas.
  • Coloque 1 colher de sopa da mistura de frutas e, em seguida, polvilhe com mel a gosto.
  • Sirva!

SORVETE DE CAQUI:

SORVETE DE CAQUI

Ingredientes:

  • 6 caquis
  • 1 leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 medida (da lata) de leite
  • 1 caqui picado para decorar

Modo de Preparo:

  • Em um liquidificador, bata os caquis com o leite condensado, o creme de leite e o leite.
  • Despeje em um recipiente refratário e leve ao freezer por cerca de 2 horas.
  • Retire e bata novamente no liquidificador.
  • Leve ao freezer até endurecer.
  • Sirva com pedaços de caqui.

Quanto mais o sorvete for batido no liquidificador após congelado, menores serão os cristais de gelo e o resultado será um sorvete ainda mais cremoso. Utilize o caqui Rama Forte, variedade com consistência mole.

GELEIA DE CAQUI:

GELEIA DE CAQUI

Ingredientes:

  • 5 caquis bem maduros
  • 1/2 de xícara de açúcar
  • 3/4 de xícara de água
  • Casca de meio limão

Modo de Preparo:

  • Tire a pele dos caquis e passe por uma peneira grossa.
  • Leve uma panela ao fogo com o açúcar e a água.
  • Assim que o açúcar estiver derretido, acrescente a casca de limão.
  • Deixe tomar gosto e descarte.
  • Acrescente o caqui e continue cozinhando em fogo baixo, mexendo com frequência até ficar com consistência de geleia.

MUFFINS DE CAQUI E NOZES:

MUFFINS DE CAQUI E NOZES

Ingredientes:

  • Polpa de 2 caqui médios (uma xícara de polpa)
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 100 g de margarina culinária(1 tablete)
  • 3/4 xícara de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 100g de iogurte natural com mel
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher (chá) de canela em pó
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha
  • 1 colher (chá) de suco de limão
  • 1/2 xícara de chá de nozes grosseiramente picadas

Modo de Preparo:

  • Pré-aqueça o forno a 200°C.
  • Em uma tigela média, misture o caqui amassado ao fermento em pó e reserve (não se assuste irá espumar).
  • Em outra tigela ou na batedeira, bata a margarina e o açúcar até virar um creme.
  • Acrescente os ovos e bata mais.
  • Sem bater muito, vá adicionando a farinha, o sal, a canela, o iogurte, a baunilha, o suco de limão.
  • Por último, acrescente a mistura de caqui com o fermento e as nozes.
  • Mexa delicadamente.
  • Unte uma forma para 12 muffins ou use forminhas de papel.
  • Encha as forminhas até 2/3 da capacidade.
  • Asse por 15 a 20 minutos ou até dourar.

PAVÊ DE CAQUI:

PAVÊ DE CAQUI

Ingredientes:

  • 4 caquis maduros picados
  • 1/2 xícara (chá) de água
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 2 pacotes de biscoito champanhe

Creme:

  • 1 lata de leite condensado
  • 2 gemas
  • 1 colher (sopa) de maisena
  • 1 lata de leite
  • 1 lata de creme de leite

Modo de Preparo:

  • Leve ao fogo o caqui com a água e o açúcar até engrossar e formar uma geleia um pouco mole.
  • Deixe esfriar.
  • Leve ao fogo o leite condensado, as gemas e a maisena dissolvida no leite, mexendo até engrossar.
  • Tire do fogo e misture o creme de leite.
  • Em um refratário, intercale camadas de biscoito, creme e doce de caqui, terminando em creme e doce de caqui .
  • Leve para gelar por no mínimo 4 horas antes de servir.

Contraindicações do Caqui:

Não foram encontradas referências de contraindicações a respeito do consumo do caqui. No entanto, o segredo de uma alimentação balanceada é o equilíbrio, por isso, evite o excesso.

Efeitos colaterais do Caqui:

Não foram relatados efeitos colaterais decorrentes do uso nas bibliografias consultadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Camu Camu – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais

Carambola – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais