Conjuntivite: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos!

A conjuntivite é uma irritação ou inflamação da conjuntiva, que recobre a parte branca do olho. Ela pode ser causada por alergias ou por uma infecção bacteriana ou viral. A conjuntivite pode ser extremamente contagiosa, sendo transmitida pelo contato com as secreções oculares da pessoa infectada. Os sintomas incluem vermelhidão, coceira e lacrimejamento dos olhos. Também podem ocorrer secreções ou crostas ao redor dos olhos. É importante parar de usar lentes de contato enquanto estiver afetado pela conjuntivite. Essa condição costuma ser resolvida por conta própria, mas o tratamento pode acelerar o processo de recuperação.

A conjuntivite alérgica pode ser tratada com anti-histamínicos. A conjuntivite bacteriana pode ser tratada com colírios antibióticos. Embora a conjuntivite possa ser incômoda, raramente afeta a visão. Os tratamentos podem ajudar a aliviar o desconforto da conjuntivite. Como a conjuntivite pode ser contagiosa, seu diagnóstico e tratamento precoces limitam o contágio a outros.

Causas da Conjuntivite:

A conjuntivite pode ser causada por reações alérgicas a poluentes ou substâncias irritantes (poluição, fumaça, cloro de piscinas, produtos de limpeza ou de maquiagem, etc.). A mais comum delas é a conjuntivite primaveril, ou febre do feno, geralmente causada por pólen espalhado no ar.

A conjuntivite pode ser causada, também, por vírus e bactérias. Nestes casos, ela é contagiosa e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com a secreção ou com objetos contaminados.

Sintomas da Conjuntivite:

A característica mais marcante da conjuntivite é a vermelhidão nos olhos. Além disso, ela pode apresentar outros sintomas como:

  • Vermelhidão nos olhos;
  • Olhos lacrimejantes;
  • Pálpebras inchadas;
  • Secreção purulenta (conjuntivite bacteriana);
  • Sensação de areia ou de ciscos nos olhos;
  • Secreção esbranquiçada (conjuntivite viral);
  • Coceira;
  • Fotofobia (dor ao olhar para a luz);
  • Visão borrada;
  • Pálpebras grudadas quando a pessoa acorda.

Além disso, existem alguns casos em que também é possível notar o surgimento de um ligeiro inchaço em redor dos olhos, não sendo motivo de preocupações ou piora da infecção.

Quando ir ao Médico:

Existem outras doenças oculares graves que podem causar vermelhidão nos olhos. Estas doenças podem causar dor nos olhos, sensação de ter algo nos olhos (um objeto estranho), visão turva e sensibilidade à luz. Se você apresentar esses sintomas, procure atenção imediata.

Na consulta médica:

Especialistas que podem diagnosticar a conjuntivite são:

  • Oftalmologista
  • Alergista Clínico geral.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram a aparecer?
  • Os sintomas foram contínuos ou ocasionais?
  • Quão graves são os seus sintomas?
  • Alguma coisa melhora os sintomas?
  • O que parece piorar seus sintomas?
  • Seus sintomas afetam um olho ou ambos os olhos?
  • Você usa lentes de contato?
  • Como você higieniza suas lentes de contato?
  • Você teve contato íntimo com quem com conjuntivite ou gripe?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito. Isso possibilita que você consiga respostas para as perguntas antes da consulta acabar. Para conjuntivite, algumas perguntas básicas incluem:

  • Qual é a causa mais provável da minha conjuntivite?
  • Quais os tratamentos para a conjuntivite?
  • Quanto tempo fico contagioso depois de iniciar o tratamento?
  • Existe uma alternativa genérica ao medicamento que você me prescreve?
  • Preciso voltar para uma visita de acompanhamento?

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

Quanto Tempo Dura a Conjuntivite:

O tempo de duração da conjuntivite bacteriana varia de 10 a 14 dias, mesmo sem tratamento. Porém, quando se inicia o uso do antibiótico, os sintomas geralmente desaparecem em apenas 2 a 3 dias, sendo possível voltar às atividades diárias depois desse tempo, sem que exista risco de passar a infecção para outra pessoa.

Fatores de Risco da Conjuntivite:

Fatores de risco para conjuntivite incluem o seguinte:

  • Exposição a um elemento que causa alergia (conjuntivite alérgica)
  • Exposição a uma pessoa infectada com conjuntivite viral ou bacteriana
  • O uso de lentes de contato, especialmente aquelas para uso prolongado

Complicações da Conjuntivite:

A conjuntivite aguda pode causar inflamação na córnea que pode afetar a visão em crianças e adultos. A avaliação rápida e o tratamento pelo médico podem reduzir as complicações.

Diagnóstico da Conjuntivite:

Na maioria dos casos, o médico pode diagnosticar a conjuntivite fazendo perguntas sobre seus sintomas, sua história médica recente e examinando seus olhos.

Raramente, o médico também pode coletar uma amostra do fluido secretado pelos olhos para realizar análises laboratoriais (cultura). A cultura pode ser necessária se os sintomas forem graves ou se o médico suspeitar que pode haver uma causa de alto risco, como um corpo estranho no olho, uma infecção bacteriana grave ou uma infecção sexualmente transmissível.

Tratamento da Conjuntivite:

O tratamento da conjuntivite normalmente é feito com o uso de colírios para lubrificar ou pomadas anti-inflamatórias e antibióticas, que devem ser aplicadas diretamente no olho para alivia os sintomas e combater a infecção, caso exista. Porém, também pode ser necessário tomar comprimidos anti-histamínicos, especialmente no caso da conjuntivite alérgica. Assim, alguns remédios que podem ser recomendados pelo médico são:

  • Colírio para conjuntivite viral: Limpar os olhos com soro fisiológico ou usar colírio Moura Brasil; Dunason; Refresh, Lacril; Cellufresh; Ecofilm Colírio; Lacribell colírio
  • Colírio para conjuntivite bacteriana: Biamotil Oculum; Cloranfenicol; Dexafenicol, Flumex; Maxitrol; Polipred e Vixmicina
  • Colírio para conjuntivite alérgica: Zaditen; Cetotifeno; Decadron.

Prevenção da Conjuntivite:

Existem algumas medidas que podem ser tomadas para que você se previna de pegar conjuntivite, confira:

  • Não use a maquiagem de outras pessoas e não empreste as suas;
  • Evite compartilhar toalhas de rosto;
  • Não use medicamentos (pomadas e colírios) sem prescrição médica;
  • Lave as mãos com frequência e não as coloque nos olhos;
  • Use óculos de mergulho para nadar;
  • Evite nadar em praias impróprias para banho e piscinas que não estejam devidamente tratadas;
  • Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite, mesmo se estiver usando colírios ou pomadas;
  • Evite exposição a fumaça ou pólen;
  • Evite coçar os olhos para diminuir a irritação;

Além disso, lave a mão antes e depois do uso de colírios e pomadas. Não encoste o frasco do colírio ou da pomada no olho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dieta Para Emagrecer: Cardápio, Exercícios e Dicas!

Aprenda a Identificar os Principais Sintomas do Câncer de Mama!