Dendê – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais

De nome científico Elaeis guineensis, o dendê é o fruto do dendezeiro, também conhecido como palmeira-de-dendé, coqueiro-de-dendê, dendê, palmeira-de-óleo-africana, aabora, aavora, palma-de-guiné, palma, dendém (em Angola) e palmeira-dendém, é uma palmeira originária da Costa Ocidental da África (Golfo da Guiné). Como foi dito logo acima, o fruto do dendezeiro é conhecido como dendê, e seu óleo como azeite de dendê ou óleo de palma. Então, para saber um pouco mais sobre o dendê continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre esse incrível fruto. Vamos lá?!

Origem do Dendê:

O dendê é encontrado em povoamentos subespontâneos desde o Senegal até Angola. Especula-se que a palmeira do dendê tenha chegado às terras brasileiras junto com os primeiros cativos africanos à Capitania de Pernambuco de Duarte Coelho, entre 1539 e 1542, trazida pelos feitores de escravos. Adaptou-se bem ao clima tropical úmido do litoral brasileiro.

Da palmeira, extrai-se o azeite de dendê. A palmeira chega a 15 metros de altura. Seus frutos são de cor alaranjada, e a semente ocupa totalmente o fruto. Seu rendimento é muito grande: produz 10 vezes mais óleo que a soja, 4 vezes mais que o amendoim e 2 vezes mais que o coco. Da amêndoa do fruto, se extrai, também, um óleo usado em cosmética e na fabricação de chocolate.

A região Sudeste da Bahia possui uma diversidade edafoclimática excepcional para o cultivo do dendezeiro, com uma disponibilidade de área da ordem de 752 625 hectares, aliada à existência do país de uma demanda insatisfeita da ordem de 500 000 toneladas de óleo de dendê; de importações que se situam entre 100 e 150 mil toneladas, além do aspecto ambiental-ecológico possibilitando a recomposição de espaço florestal em processo adiantado de degradação por “florestas de cultivo”; econômico-social, proporcionando aumento da renda regional e criação de novos empregos, além de funcionar como vetor de sustentação da própria cacauicultura e finalmente estratégico, buscando através da agricultura integrada, o caminho de desenvolvimento harmonizando os recursos da terra com os valores humanos.

Dendê

Valor Nutricional do Dendê:

A tabela a seguir traz a informação nutricional para 100 g:

Agora que já conhecemos os nutrientes, conheça também os benefícios para a saúde.

Benefícios do Dendê:

O consumo adequado é importante porque ele desempenha as seguintes funções no organismo:

Melhora a Saúde do Cérebro

Devido à grande quantidade de antioxidantes presente na palma, o óleo melhora as atividades cognitivas, tais como memória, concentração, foco, aprendizado etc. Os antioxidantes também evitam o desgaste celular e favorecem o bom funcionamento do cérebro como um todo.

Favorece a Saúde da Pele:

Também em virtude da Vitamina A, desde que consumido de forma moderada, o dendê funciona como um grande aliado para a saúde da pele. Além de hidratar, ele inibe alguns dos efeitos do envelhecimento, que são manchas, rugas, flacidez, linhas de expressão etc.

Previne e Combate a Anemia:

Os bons níveis de ferro – importante mineral para a saúde sanguínea – contidos no dendê atuam na prevenção e auxílio ao tratamento da anemia, problema ainda mais comum em crianças, gestantes e idosos.

Favorece a Saúde do Coração:

Por conter boa quantidade de Vitamina E e ajudar na redução dos níveis de colesterol ruim (LDL), o dendê (desde que ingerido moderadamente) atua como um grande aliado da saúde cardíaca, diminuindo os riscos de infarto, tromboses e AVC – Acidente Vascular Cerebral.

Contribui Para a Saúde dos Olhos:

A excelente quantidade de Vitamina A contida no óleo previne a degeneração macular e a ocorrência da catarata, problema mais comum na terceira idade.

Combate Inflamações:

Os antioxidantes presentes no dendê possuem ação anti-inflamatória semelhante a de um medicamento chamado ibuprofeno, tamanha sua eficácia. Esse efeito anti-inflamatório inibe o estresse oxidativo altamente prejudicial ao organismo e naturalmente combate os processos inflamatórios que acometem o corpo.

Previne e Trata Osteoporose:

Por conter cálcio, o dendê contribui para a densidade óssea, atuando na prevenção e tratamento da osteoporose, uma doença que afeta principalmente mulheres acima dos 60 anos.

Previne o Câncer:

Os antioxidantes, entre eles a Vitamina A, presentes na palma, contribuem para neutralizar a ação dos radicais livres responsáveis pelos danos celulares que aumentam os riscos de desenvolvimento de tumores. Vale ressaltar que esse benefício é válido apenas quando o óleo do dendê não é refinado a altas temperaturas. Do contrário, esse benefício fica comprometido.

Fornece Energia Para o Corpo:

Graças ao betacaroteno presente no dendê, ele fornece uma excelente quantidade de energia para o corpo, favorecendo a disposição para as atividades do dia a dia e realização de atividades físicas.

Contribui Para o Equilíbrio Hormonal:

As gorduras monoinsaturadas e a Vitamina A contida no dendê auxiliam no equilíbrio hormonal tanto de homens quanto de mulheres, favorecendo também a metabolização de nutrientes.

Hidrata e dá Brilho aos Cabelos:

O consumo do dendê auxilia na obtenção de fios capilares naturalmente hidratados e brilhosos, rejuvenescendo a aparência. Vale frisar que para usufruir desse efeito o consumo desse óleo deve ser moderado, já que em excesso ele pode aumentar a oleosidade do cabelo.

Como Usar o Dendê:

Seus benefícios podem ser obtidos seja comendo a parte branca diretamente in natura ou do óleo. Além disso, da árvore aproveitam-se as folhas, que podem ser trançadas e virar cestos de vime, por exemplo; do caule, é extraído um palmito comestível; e do fruto, extrai-se um óleo de gosto adocicado que é bastante utilizado na culinária afro-brasileira. Entre os pratos preparados com ele estão o caruru, o vatapá, o acarajé e o bobó de camarão.

Além disso, o azeite de dendê pode substituir o óleo diesel. O óleo que se extrai da semente do dendê pode ser usado na fabricação de margarina, chocolate, sabão, graxa, lubrificantes, remédios e cosméticos.

Contraindicações dDendê:

Pelo fato de ser bastante calórico, o consumo não é indicado para pessoas que desejam perder peso. Pessoas que sofrem de diabetes, problemas cardíacos devem fazer uso moderado. Embora o efeito dele seja benéfico, em exagero ele poderá causar desequilíbrios.

Efeitos Colaterais dDendê:

Não foram relatados efeitos colaterais decorrentes do uso nas bibliografias consultadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Decopom – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais

Durian – Origem, Nutrientes, Benefícios e Efeitos Colaterais