Linfadenite Mesentérica: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!

A linfadenite é uma condição na qual os gânglios linfáticos ficam inflamados. O mesentério é uma dobra de membrana que prende o intestino à parede abdominal e o mantém no lugar. A linfadenite mesentérica é uma inflamação dos gânglios linfáticos no mesentério. Quando a condição afeta os gânglios linfáticos na membrana que conecta seu intestino à parede abdominal (mesentério), ela é chamada de linfadenite mesentérica. A linfadenite mesentérica, que também é chamada de adenite mesentérica, geralmente resulta de uma infecção intestinal.

Ela afeta principalmente crianças e adolescentes. Essa condição dolorosa pode imitar os sinais de alerta da apendicite. Ao contrário da apendicite, a linfadenite mesentérica raramente é grave e geralmente desaparece sozinha.

O que é Linfadenite Mesentérica:

A linfadenite mesentérica é uma inflamação dos gânglios linfáticos. Os linfonodos inflamados estão em uma membrana que liga o intestino à parede abdominal. Esses gânglios linfáticos estão entre as centenas que ajudam seu corpo a combater doenças. Eles prendem e destroem “invasores” microscópicos como vírus ou bactérias. A linfadenite mesentérica geralmente causa dor abdominal. É mais comum em crianças e adolescentes.

linfadenite mesentérica

Causas de Linfadenite Mesentérica:

A causa mais comum de linfadenite mesentérica inchada é uma infecção viral, como a gastroenterite – freqüentemente chamada de gastroenterite. Esta infecção faz com que os nódulos linfáticos no mesentério – o tecido fino que prende o intestino à parte de trás da parede abdominal – se torne inflamado.

VEJA Também : Como Essa Mulher Emagreceu 32Kg em APENAS 4 Semanas..

Seus gânglios linfáticos desempenham um papel vital na capacidade do seu corpo de combater doenças. Eles estão espalhados por todo o seu corpo para capturar e destruir vírus, bactérias e outros organismos prejudiciais. No processo, os nós mais próximos da infecção podem ficar doloridos e inchados – por exemplo, os gânglios linfáticos do pescoço podem inchar quando você tem dor de garganta. Outros nós que comumente incham estão localizados sob o queixo e nas axilas e na virilha.

Algumas crianças desenvolvem uma infecção do trato respiratório superior antes ou durante um surto de linfadenite mesentérica. Especialistas acham que pode haver um link entre os dois.

Sintomas de Linfadenite Mesentérica:

Sinais e sintomas de linfadenite mesentérica podem incluir:

  • Dor abdominal, muitas vezes centrada no lado inferior direito, mas a dor pode às vezes ser mais difundida;
  • Sensibilidade abdominal geral;
  • Febre.

Dependendo do que está causando a doença, outros sinais e sintomas podem incluir:

  • Diarreia;
  • Náusea e vomito;
  • Sentimento geral de indisposição (mal-estar).

Quando ver um Médico:

A dor abdominal é comum em crianças e adolescentes, e pode ser difícil saber quando é um problema que precisa de atenção médica. Em geral, ligue para o seu médico imediatamente se o seu filho tiver episódios de:

  • Dor abdominal súbita e intensa;
  • Dor abdominal com febre;
  • Dor abdominal com diarreia ou vômito.

Além disso, chame seu médico se seu filho tiver episódios dos seguintes sinais e sintomas que não melhoram em pouco tempo:

  • Dor abdominal com alteração dos hábitos intestinais;
  • Dor abdominal com perda de apetite (anorexia);
  • Dor abdominal que interfere no sono.

Preparando-se para sua consulta:

Se seu filho tiver sinais e sintomas comuns à linfadenite mesentérica, marque uma consulta com seu médico de família ou um pediatra. Aqui estão algumas informações para ajudá-lo a se preparar para a sua consulta.

O que você pode fazer:

Faça uma lista dos seguintes itens:

  • Os sintomas do seu filho, incluindo sintomas não abdominais. Inclua detalhes sobre quando você notou esses sintomas pela primeira vez e como eles podem ter mudado ou piorado ao longo do tempo. Se possível, tome a temperatura do seu filho várias vezes antes da consulta e registre os resultados.
  • As principais informações médicas de seu filho, incluindo quaisquer outras condições de saúde e os nomes de todos os medicamentos, vitaminas e suplementos que seu filho esteja tomando. Também traga um registro das vacinas recentes de seu filho. Se seu filho foi visto por sinais e sintomas semelhantes no passado, traga os registros médicos, se possível.
  • Principais informações pessoais, incluindo quaisquer alterações recentes ou fatores de estresse na vida do seu filho.
  • Perguntas para perguntar ao seu médico. Criar uma lista de perguntas com antecedência pode ajudá-lo a aproveitar ao máximo seu tempo com seu médico.

Para possível linfadenite mesentérica, algumas perguntas que você pode querer fazer incluem:

  • Qual é a causa provável da condição do meu filho? Existem outras causas possíveis?
  • Quais testes meu filho precisa?
  • O meu filho está em risco de complicações desta condição?
  • O meu filho precisa de tratamento? Se isto é devido a uma infecção, o meu filho deve tomar antibióticos?
  • O que posso fazer para ajudar meu filho a se sentir mais confortável? Quais alimentos o meu filho deve evitar?
  • Quais sinais ou sintomas devem me levar a ligar para você enquanto meu filho está se recuperando?
  • Meu filho é contagioso?
  • Quando meu filho pode voltar para a escola?

O que esperar do seu médico:

Algumas perguntas que o médico pode fazer incluem:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Onde a dor está localizada?
  • A dor mudou de uma parte do abdômen do seu filho para outra parte?
  • Quão severa é a dor? Seu filho chora de dor?
  • O que torna a dor mais grave?
  • O que ajuda a aliviar a dor?
  • Os sintomas do seu filho incluem náusea? Vômito?
  • Que outros sinais e sintomas o seu filho tem?
  • Seu filho teve problemas semelhantes antes? Você procurou atendimento médico por ele?
  • Em caso afirmativo, você tem registros médicos dessa visita?
  • Será que outras crianças da sua família ou na escola ou no cuidado das crianças têm sintomas semelhantes, mas mais leves, que você conhece?
  • Seu filho foi diagnosticado com alguma outra condição médica?
  • Quais medicamentos o seu filho está tomando?

Complicações de Linfadenite Mesentérica:

Se os gânglios linfáticos inchados são causados ​​por uma infecção bacteriana grave que não é tratada, a bactéria pode se espalhar para a corrente sanguínea, causando uma infecção potencialmente fatal (sépsis).

VEJA TAMBÉM: ACABE de Vez com o SOFRIMENTO da Menopausa HOJE…

Diagnóstico de Linfadenite Mesentérica:

Para diagnosticar a condição do seu filho, é provável que o seu médico:

  • Faça um exame e tire o histórico médico de seu filho. Seu médico fará um exame físico e coletará detalhes sobre os sinais e sintomas dele. O seu médico provavelmente perguntará sobre quaisquer outras condições médicas para as quais seu filho tenha sido tratado.
  • Solicitar testes laboratoriais. Certos exames de sangue podem ajudar a determinar se o seu filho tem uma infecção e que tipo de infecção é.
  • Solicite estudos de imagem. Uma tomografia computadorizada (TC) do abdome do seu filho pode ajudar a diferenciar entre apendicite e linfadenite mesentérica. Ultrassonografia abdominal também pode ser usada.

Tratamento de Linfadenite Mesentérica:

Casos leves e descomplicados de linfadenite mesentérica e aqueles causados ​​por um vírus geralmente desaparecem por conta própria. Medicamentos usados ​​para tratar a linfadenite mesentérica podem incluir:

  • Analgésicos vendidos sem receita médica e redutores de febre podem ajudar a aliviar o desconforto. Tenha cuidado ao administrar aspirina a crianças ou adolescentes. Embora a aspirina seja aprovada para uso em crianças com mais de 3 anos de idade, crianças e adolescentes em recuperação de catapora ou sintomas semelhantes aos da gripe nunca devem tomar aspirina. Isso ocorre porque a aspirina tem sido associada à síndrome de Reye, uma condição rara, mas potencialmente fatal, nessas crianças.
  • Os antibióticos podem ser prescritos para uma infecção bacteriana moderada a grave.

Estilo de Vida e Remédios Caseiros:

Para a dor e febre de linfadenite mesentérica, tenha o seu filho:

  • Descanse bastante. Descanso adequado pode ajudar seu filho a se recuperar.
  • Beba líquidos. Líquidos ajudam a prevenir a desidratação da febre, vômitos e diarreia.
  • Aplique calor úmido. Um pano úmido e quente aplicado no abdome pode ajudar a aliviar o desconforto.

VEJA: Como Essa Mulher Emagreceu 30 KG EM 45 DIAS

Prevenção de Linfadenite Mesentérica:

Tenha hábitos de vida saudáveis que inclua uma alimentação equilibrada, peso correto, atividade física regular, lidar bem com estresse e em casos de picadas de inseto, pequenos ferimentos na pele ou frieira, mantenha o local limpo e procure usar um medicamento de uso local pois estes pequenos ferimentos podem servir de entrada para bactérias e desencadear uma linfadenite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Doença de Addison: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!

Adenomiose: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!