Ombro Congelado (Capsulite Adesiva): O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!

Também conhecido como capsulite adesiva, o Ombro Congelado é uma condição caracterizada por rigidez e dor na articulação do ombro. Os sinais e sintomas geralmente começam gradualmente, pioram com o tempo e depois desaparecem, geralmente dentro de um a três anos. Seu risco de desenvolver o ombro congelado aumenta se você estiver se recuperando de uma condição médica ou procedimento que o impede de mover o braço – como um derrame ou uma mastectomia.

O tratamento para o ombro congelado envolve exercícios de amplitude de movimento e, às vezes, corticosteroides e medicamentos anestesiantes injetados na cápsula articular. Em uma pequena porcentagem dos casos, a cirurgia artroscópica pode ser indicada para soltar a cápsula articular, de modo que ela possa se mover mais livremente.

É incomum que o ombro congelado se repita no mesmo ombro, mas algumas pessoas podem desenvolvê-lo no ombro oposto.

O que Ombro Congelado:

O ombro congelado é o nome comum para a capsulite adesiva, que é uma condição do ombro que limita a amplitude de movimento. Quando os tecidos da articulação do ombro se tornam mais grossos e apertados, o tecido cicatricial se desenvolve com o tempo.

Como resultado, sua articulação do ombro não tem espaço suficiente para girar corretamente. É mais provável que você tenha essa condição se estiver entre as idades de 40 e 60 anos.

Ombro Congelado

Causas de Ombro Congelado:

Os ossos, ligamentos e tendões que compõem sua articulação do ombro estão envoltos em uma cápsula de tecido conjuntivo. Ombro congelado ocorre quando esta cápsula engrossa e aperta ao redor da articulação do ombro, restringindo seu movimento.

Os médicos não sabem ao certo por que isso acontece com algumas pessoas, embora seja mais provável que ocorram em pessoas que têm diabetes ou que recentemente tiveram que imobilizar seus ombros por um longo período, como após uma cirurgia ou uma fratura no braço.

Sintomas de Ombro Congelado:

O ombro congelado geralmente se desenvolve lentamente e em três estágios. Cada estágio pode durar vários meses.

  • Estágio de congelamento. Qualquer movimento do seu ombro causa dor, e a amplitude de movimento do seu ombro começa a ficar limitada.
  • Palco congelado. A dor pode começar a diminuir durante esse estágio. No entanto, o ombro fica mais rígido e o uso fica mais difícil.
  • Estágio de descongelamento. A amplitude de movimento em seu ombro começa a melhorar.

Para algumas pessoas, a dor piora à noite, às vezes interrompendo o sono.

Quando ver um Médico:

Se algum dos sintomas listados acima interromper sua vida continuamente, converse com seu médico.

Preparando-se para sua consulta:

Enquanto você pode primeiro consultar o seu médico de família, ele ou ela pode encaminhá-lo para um médico especializado em medicina ortopédica.

O que você pode fazer:

Antes da sua consulta, você pode anotar:

  • Descrições detalhadas dos seus sintomas;
  • Informações sobre problemas médicos que você teve;
  • Informações sobre os problemas médicos de seus pais ou irmãos;
  • Todos os medicamentos e suplementos dietéticos que você toma;
  • Perguntas para perguntar ao médico.

O que esperar do seu médico:

Seu médico pode fazer algumas das seguintes perguntas:

  • Quando seus sintomas começaram?
  • Existem atividades que pioram seus sintomas?
  • Você já machucou esse ombro? Se sim, como?
  • Você tem diabetes?
  • Você teve alguma cirurgia recente ou períodos de movimento restrito do ombro?

Fatores de Risco de Ombro Congelado:

Certos fatores podem aumentar o risco de desenvolver ombro congelado.

Idade e sexo:

Pessoas com 40 anos ou mais, principalmente mulheres, têm maior probabilidade de ter o ombro congelado.

Imobilidade ou mobilidade reduzida:

As pessoas que tiveram imobilidade prolongada ou mobilidade reduzida do ombro estão em maior risco de desenvolver ombro congelado. A imobilidade pode ser o resultado de muitos fatores, incluindo:

  • Lesão do manguito rotador;
  • Braço quebrado;
  • Acidente vascular encefálico;
  • Recuperação de cirurgia.

Doenças sistêmicas:

Pessoas que têm certas doenças parecem mais propensas a desenvolver ombro congelado. Doenças que podem aumentar o risco incluem:

  • Diabetes;
  • Tireoide hiperativa (hipertireoidismo);
  • Tireoide hipoativa (hipotireoidismo);
  • Doença cardiovascular;
  • Tuberculose;
  • Doença de Parkinson.

Diagnóstico de Risco de Ombro Congelado:

Durante o exame físico, seu médico pode pedir que você se mova de determinadas maneiras para verificar a dor e avaliar sua amplitude de movimento (amplitude ativa de movimento). O seu médico pode então pedir-lhe para relaxar os músculos enquanto ele ou ela move o braço (amplitude passiva de movimento). Ombro congelado afeta tanto a amplitude de movimento ativa quanto a passiva.

Em alguns casos, seu médico pode injetar seu ombro com um remédio anestesiante (anestésico) para determinar sua amplitude de movimento ativa e passiva. Ombro congelado geralmente pode ser diagnosticado a partir de sinais e sintomas sozinho. Mas seu médico pode sugerir exames de imagem – como raios-X ou ressonância magnética – para descartar outros problemas.

Tratamento de Ombro Congelado:

A maioria dos tratamentos para ombros congelados envolve o controle da dor no ombro e a preservação da maior amplitude de movimento possível no ombro.

Medicamentos:

Analgésicos de venda livre, como aspirina e ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros), podem ajudar a reduzir a dor e a inflamação associadas ao ombro congelado. Em alguns casos, seu médico pode prescrever medicamentos mais fortes para aliviar a dor e antiinflamatórios.

Terapia:

Um fisioterapeuta pode ensinar-lhe exercícios de amplitude de movimento para ajudar a recuperar o máximo de mobilidade possível em seu ombro. Seu compromisso em fazer esses exercícios é importante para otimizar a recuperação de sua mobilidade.

Procedimentos cirúrgicos e outros:

A maioria dos ombros congelados melhora por conta própria dentro de 12 a 18 meses. Para sintomas persistentes, seu médico pode sugerir:

  • Injeções de esteróides. Injetar corticosteroides na articulação do ombro pode ajudar a diminuir a dor e melhorar a mobilidade do ombro, especialmente nos estágios iniciais do processo.
  • Distensão articular. Injetar água estéril na cápsula articular pode ajudar a esticar o tecido e facilitar a movimentação da articulação.
  • Manipulação do ombro. Nesse procedimento, você recebe um anestésico geral, portanto fica inconsciente e não sente dor. Em seguida, o médico move sua articulação do ombro em diferentes direções, para ajudar a soltar o tecido apertado.
  • Cirurgia. Cirurgia para ombro congelado é rara, mas se nada mais ajudou, o médico pode recomendar cirurgia para remover cicatrizes e aderências de dentro da articulação do ombro. Os médicos geralmente realizam essa cirurgia com instrumentos tubulares iluminados inseridos através de pequenas incisões ao redor de sua articulação (artroscopicamente).

Estilo de vida e remédios caseiros:

Continue a usar o ombro e a extremidade envolvidos o máximo possível, considerando os limites de dor e amplitude de movimento. Aplicar calor ou frio no ombro pode ajudar a aliviar a dor.

Medicina Alternativa:

Os principais tratamento durante a medicina alternativa, incluem:

Acupuntura:

A acupuntura envolve a inserção de agulhas extremamente finas em sua pele em pontos específicos do seu corpo. Normalmente, as agulhas permanecem no lugar por 15 a 40 minutos. Durante esse tempo, eles podem ser movidos ou manipulados. Como as agulhas são finas e flexíveis e geralmente são inseridas superficialmente, a maioria dos tratamentos com acupuntura é relativamente indolor.

Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS):

Uma unidade de TENS fornece uma pequena corrente elétrica para pontos-chave em um caminho nervoso. A corrente, entregue através de eletrodos colados na sua pele, não é dolorosa ou prejudicial. Não se sabe exatamente como funciona a TENS, mas acredita-se que ela possa estimular a liberação de moléculas inibidoras da dor (endorfinas) ou bloquear as fibras da dor que transportam os impulsos da dor.

Prevenção de Ombro Congelado:

Uma das causas mais comuns de ombro congelado é a imobilidade que pode resultar durante a recuperação de uma lesão no ombro, um braço quebrado ou um derrame. Se você teve uma lesão que dificulta a movimentação do ombro, converse com seu médico sobre os exercícios que você pode fazer para manter a amplitude de movimento da articulação do ombro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade em Adultos (TDAH)!

Transtorno de Adaptação: O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção!