Pulso quebrado: Sintomas, causas e tratamentos!

Um pulso quebrado é uma fratura ou fissura em um ou mais ossos do pulso. As lesões mais frequentes ocorrem no punho quando as pessoas tentam segurar durante uma queda e quando caem no chão com a mão estendida.

É mais provável que você tenha um pulso quebrado se praticar esportes como patins em linha ou Snowboard, ou se sofrer de uma doença na qual os ossos se tornam mais finos e mais frágeis (osteoporose).

É importante tratar a fratura do punho o mais rápido possível. Caso contrário, os ossos poderiam ser soldados no alinhamento errado, o que poderia afetar sua capacidade de realizar atividades cotidianas, como escrever ou abotoar uma camisa. O tratamento oportuno também ajuda a minimizar a dor e a rigidez.

Causas de pulso quebrado:

As causas de um pulso quebrado são as seguintes:

  • Quedas. Cair na mão estendida é uma das causas mais freqüentes de uma fratura no punho.
  • Lesões esportivas Muitas fraturas do pulso ocorrem durante esportes de contato ou esportes em que você pode cair na mão estendida, como esqui ou snowboard em linha.
  • Acidentes em veículos motorizados. Acidentes em veículos motorizados podem causar a fratura dos ossos do pulso, às vezes em muitas partes, o que geralmente requer reparo cirúrgico.

Sintomas de pulso quebrado:

Um pulso quebrado pode causar os seguintes sinais e sintomas:

  • Dor intensa que pode piorar se você segurar ou apertar as coisas ou se você mover a mão ou o pulso
  • Inchaço
  • Sensibilidade
  • Contusões
  • Deformidade óbvia, como um pulso torto

Quando ir ao médico:

Se você acha que pode ter um pulso quebrado, consulte um médico imediatamente, especialmente se você tiver dormência, inchaço ou dificuldade para mover os dedos. Um atraso no diagnóstico e tratamento pode levar a uma má cicatrização, uma diminuição na amplitude de movimento e uma diminuição na força de preensão.

Preparação para a consulta:

Primeiro, você pode procurar tratamento para uma fratura no punho em uma sala de emergência ou em uma clínica de atendimento de emergência. Se as partes ósseas fraturadas não estiverem adequadamente alinhadas para permitir a cicatrização com imobilização, você poderá ser encaminhado a um médico especializado em cirurgia ortopédica.

O que pode fazer

Você pode fazer uma lista que inclua o seguinte:

  • uma descrição de seus sintomas e como, onde e quando a lesão ocorreu;
  • informações sobre seu histórico médico e histórico familiar;
  • todos os medicamentos e suplementos nutricionais que você toma, com as doses correspondentes;
  • perguntas que você quer perguntar ao médico.

No caso de um pulso quebrado, estas são as perguntas que você pode perguntar ao médico:

  • Qual análise eu preciso?
  • Qual é o melhor plano de ação?
  • Vou precisar de cirurgia?
  • Terei que usar gesso? Se sim, por quanto tempo?
  • Eu precisarei de fisioterapia quando remover o elenco?
  • Há alguma restrição que preciso seguir?
  • Eu deveria ver um especialista?

O que esperar do médico:

O médico pode perguntar o seguinte:

  • Em que você trabalha?
  • O pulso estava inclinado para frente ou para trás no momento do golpe?
  • Você é destro ou canhoto?
  • Onde dói, e que movimentos fazem doer mais ou menos?
  • Você já teve lesões ou cirurgias anteriores no seu pulso?

Tratamento de pulso quebrado:

Se as extremidades quebradas do osso não estiverem alinhadas corretamente, espaços poderiam ser gerados entre as partes ósseas ou os fragmentos poderiam se sobrepor. O médico deve manipular as peças e colocá-las no lugar por meio de um procedimento chamado redução. Dependendo da dor e inflamação que você tem, você pode precisar de um anestésico local ou geral antes deste procedimento.

Independentemente do tratamento, é essencial que você movimente os dedos regularmente enquanto a fratura cura para evitar a rigidez. Pergunte ao médico como você deve movê-los. Se você fuma, pare de fazer isso. Fumar pode atrasar ou impedir que os ossos se recuperem.

Imobilização:

É essencial restringir o movimento do osso quebrado do pulso para que ele seja soldado adequadamente. Para fazer isso, você provavelmente precisará de uma tala ou gesso. Eles recomendam que você mantenha a mão acima do nível do coração o máximo possível para reduzir o inchaço e a dor.

Medicamentos:

Para reduzir a dor, seu médico pode recomendar um analgésico de venda livre. Se você sofre de dor severa, pode precisar de um medicamento opiáceo, como a codeína.

Os AINEs podem ajudar a reduzir a dor, mas também podem dificultar a cicatrização óssea, especialmente se usados ​​a longo prazo. Pergunte ao seu médico se você pode tomá-los para aliviar a dor.

Se você tiver uma fratura exposta, com uma ferida ou corte na pele perto da ferida, é provável que você consiga um antibiótico para evitar que o osso se infecte.

Terapia:

Depois que o elenco ou splint for removido, talvez seja necessário realizar reabilitação ou fisioterapia para reduzir a rigidez e restaurar o movimento do pulso. A reabilitação pode ajudar, mas pode levar vários meses ou mais para completar a cura.

Cirurgias e outros procedimentos:

Você pode precisar de cirurgia para implantar pregos, placas, hastes ou parafusos para manter os ossos no lugar até que eles se curem. Um enxerto ósseo pode ser usado como auxílio na cicatrização. Você pode precisar dessas opções se tiver:

  • Uma fratura aberta
  • Uma fratura em que os pedaços de osso se movem antes da cura
  • Fragmentos de ossos soltos que poderiam entrar em uma articulação
  • Danos aos ligamentos, nervos ou vasos sanguíneos circundantes
  • Fraturas que se estendem a uma articulação

Mesmo após a redução e imobilização com um molde ou tala, os ossos podem se mover. Assim, o médico provavelmente monitorará o progresso através de radiografias. Se os ossos se moverem, você pode precisar de cirurgia.

Em alguns casos, o cirurgião imobiliza a fratura com um dispositivo de fixação externa. Isso consiste em uma estrutura de metal com duas ou mais unhas que passam através da pele até o osso em ambos os lados da fratura.

Prevenção:

É impossível evitar imprevistos que geralmente causam a fratura do punho. No entanto, essas dicas podem oferecer alguma proteção.

Desenvolver resistência óssea:

Para desenvolver ossos fortes:

  • Tome uma dieta rica em cálcio e vitamina D;
  • Exercite-se muito com pesos, como andar rápido;
  • Se você fuma, saia do hábito.

Evite quedas:

A maioria das fraturas do pulso ocorre quando as pessoas caem para frente em uma mão estendida. Para evitar esse dano comum, faça o seguinte:

  • Use sapatos adequados;
  • Eliminar tudo o que você pode encontrar em sua casa, como tapetes;
  • Ilumine o espaço onde você mora;
  • Executar um controle de visão e, se necessário, corrigi-lo;
  • Instalar trilhos de suporte no banheiro;
  • Coloque corrimãos nas escadas;
  • Evite superfícies escorregadias, se possível, como estradas cobertas de neve ou gelo.

Use equipamento de proteção para realizar atividades esportivas

Use pulseiras para realizar atividades de alto risco, como:

  • Patinando;
  • Snowboard;
  • Rúgbi;
  • Futebol americano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coceira no céu da boca: O que pode ser e o que fazer

10 Razões Pelas Quais Você Deve Consumir Maçã Regularmente!