Tendinite Patelar: Causas e Como Fazer o Tratamento!

A tendinite patelar é uma lesão no tendão que liga a patela à tíbia. O tendão patelar trabalha com os músculos da frente da coxa para estender o joelho para que você possa chutar, correr e pular. A tendinite patelar, também conhecida como “joelho de saltador”, é mais comum em atletas cujos esportes incluem saltos freqüentes, como basquete e vôlei. No entanto, pessoas que não praticam esportes de salto podem sofrer de tendinite patelar.

Para a maioria das pessoas, o tratamento da tendinite patelar começa com uma fisioterapia para alongar e fortalecer os músculos ao redor do joelho.

Causas de Tendinite Patelar:

A tendinite patelar é uma lesão frequente por uso excessivo, uma consequência da tensão repetitiva no tendão patelar. A tensão gera pequenas lágrimas no tendão e o organismo tenta repará-las.

No entanto, à medida que as lágrimas se multiplicam, causam dor devido à inflamação e enfraquecimento do tendão. Quando o dano ao tendão continua por mais de algumas semanas, é chamado de tendinopatia.

Sintomas de Tendinite Patelar:

A dor é o primeiro sintoma de tendinite patelar, geralmente entre a patela e o ponto onde o tendão se conecta ao osso da canela (a tíbia).

No início, você pode sentir dor no joelho apenas quando começar a atividade física ou após um exercício intenso. Com o tempo, a dor piora e começa a interferir na prática de esportes. A longo prazo, a dor interfere nos movimentos diários, como subir escadas ou levantar-se de uma cadeira.

Quando ver o Médico:

Para dor no joelho, primeiro tente medidas de cuidados pessoais, como colocar gelo na área e temporariamente reduzir ou evitar as atividades que desencadeiam seus sintomas.

Ligue para o seu médico se a dor:

  • Continua ou piora;
  • Interferir com sua capacidade de realizar atividades diárias de rotina;
  • Está associada a inchaço ou vermelhidão da articulação.

Preparação para a consulta:

Se você tiver dor no joelho durante ou após a atividade física, que não melhora com gelo ou com repouso, consulte seu médico. Após um exame, o médico pode encaminhá-lo para um especialista em medicina esportiva.

Abaixo estão as informações que ajudarão você a se preparar para a consulta.

O que você pode fazer:

  • Faça uma lista de seus sintomas e quando eles começaram.
  • Tome nota das informações médicas essenciais, incluindo outras doenças que você tem e os medicamentos e suplementos que você toma.
  • Mantenha um registro de sua atividade diária típica, incluindo a duração e intensidade dos esportes ou outros exercícios. -Registre se você mudou de atividade recentemente, com que freqüência ou frequência treina ou em seu equipamento, como tênis para corrida.
  • Tome nota de lesões recentes que podem ter ferido a articulação do joelho.
  • Fazer uma lista de perguntas a serem feitas ao seu médico ajudará você a aproveitar ao máximo seu tempo juntos.

Aqui estão algumas perguntas básicas para perguntar ao médico que está examinando você para possível tendinite patelar. Se você tiver outras dúvidas, não hesite em perguntar.

  • Qual é a causa mais provável dos meus sinais e sintomas?
  • Eu tenho que fazer testes?
  • Qual tratamento você recomenda?
  • Com o tratamento, posso praticar o esporte que pratico? E quanto tempo durará o tratamento?
  • Se houver, que exercício posso fazer sem problemas enquanto estiver curado?
  • Que medidas de cuidados pessoais posso tomar?
  • Eu deveria ver um especialista?

O que esperar do seu médico:

O médico provavelmente fará perguntas, incluindo o seguinte:

  • Seus sintomas pioram?
  • Quão intensa é a sua dor?
  • A dor aparece antes, durante ou após o exercício ou é constante?
  • A dor está associada com inchaço, bloqueio ou afrouxamento do joelho?
  • Os sintomas afetam a capacidade de se exercitar, subir escadas ou realizar outras atividades?
  • Você já tentou tratamentos em casa? Existe alguma coisa que tenha ajudado?

Fatores de Risco:

Uma combinação de fatores pode contribuir para o desenvolvimento da tendinite patelar, incluindo:

  • Atividade física. Correr e saltar são os fatores mais comumente associados à tendinite patelar. Os aumentos súbitos na intensidade ou frequência com que você realiza a atividade também aumentam a tensão no tendão, além de alterar os tênis de corrida.
  • Músculos rígidos nas pernas. A tensão dos músculos das coxas (quadríceps) e dos músculos isquiotibiais, que sobem na parte posterior das coxas, pode aumentar a tensão no tendão patelar.
  • Desequilíbrio muscular. Se alguns músculos das pernas são muito mais fortes que os outros, os músculos mais fortes podem puxar com mais intensidade o tendão patelar. Esse desequilíbrio pode causar tendinite.
  • Doença crônica. Algumas doenças interrompem o fluxo sanguíneo para o joelho, enfraquecendo o tendão. Por exemplo: insuficiência renal, doenças auto-imunes, como lúpus ou artrite reumatoide e doenças metabólicas, como diabetes.

Complicações:

Se você tentar superar a dor ignorando os sinais de advertência do corpo, poderá causar um aumento das lágrimas no tendão patelar. Dor no joelho e redução da função podem persistir se você não cuidar do problema, e a tendinopatia patelar pode ser cada vez mais grave.

Diagnóstico:

Durante o exame, o médico pode pressionar partes do joelho para determinar onde dói. Geralmente, a dor da tendinite patelar vem da parte da frente do joelho, logo abaixo da rótula.

Estudos de diagnóstico por imagem:

O seu médico pode recomendar um ou mais dos seguintes exames de imagem:

  • Raios-X. o Raios-X ajudam a excluir outros problemas ósseos que podem causar dor no joelho.
  • Ultra-som. Neste teste, as ondas sonoras são usadas para criar uma imagem do joelho, que revela lágrimas no tendão patelar.
  • Ressonância magnética. A ressonância magnética utiliza um campo magnético e ondas de rádio para criar imagens detalhadas que podem revelar alterações imperceptíveis no tendão patelar.

Tratamento de Tendinite Patelar:

Normalmente, os médicos começam com tratamentos menos invasivos antes de considerar outras opções, como a cirurgia.

Medicamentos:

Analgésicos como o ibuprofeno (Advil, Motrin IB ou outros) e naproxeno sódico (Aleve) podem aliviar a dor da tendinite patelar a curto prazo.

Terapia:

Existem várias técnicas de fisioterapia que podem ajudar a reduzir os sintomas relacionados à tendinite patelar, como os seguintes:

  • Exercícios de alongamento. Exercícios de alongamento estáveis ​​e regulares podem diminuir os espasmos musculares e ajudar a alongar a unidade muscular e tendínea. Não balance durante o alongamento.
  • Exercícios de fortalecimento. Músculos fracos da coxa contribuem para a tensão no tendão patelar. Os exercícios que consistem em abaixar a perna muito lentamente depois de estendê-la são de utilidade especial, assim como exercícios que fortalecem todos os músculos da perna, como o leg press.
  • Correia para o tendão patelar. Uma cinta que exerça pressão sobre o tendão patelar pode ajudar a distribuir a força para longe do tendão e direcioná-lo pela cinta. Isso pode ajudar a aliviar a dor.
  • Lontoforese. Esta terapia consiste em espalhar um medicamento com corticosteróide na pele e, posteriormente, em um dispositivo que produz uma baixa descarga elétrica para que o medicamento atravesse a pele.

Cirurgia e outros procedimentos:

Se os tratamentos tradicionais não ajudarem, o seu médico poderá informá-lo sobre outros tratamentos, incluindo os seguintes:

  • Injeção de corticosteroides. Uma injeção de corticosteroide guiada por ultrassom na bainha ao redor do tendão patelar pode ajudar a aliviar a dor. No entanto, esses tipos de medicamentos também podem enfraquecer os tendões, o que os torna mais propensos a quebrar.
  • Injeção de plasma rico em plaquetas. Este tipo de injeção foi tentado em algumas pessoas com problemas crônicos do tendão patelar. Existem estudos em andamento. Espera-se que as injeções possam promover a formação de novos tecidos e ajudar a curar os danos do tendão.
  • Procedimento com agulha oscilante. O procedimento ambulatorial é realizado sob anestesia local. Seu médico usa imagens de ultra-som para guiar uma pequena agulha oscilante que corta e remove a área danificada, mas mantém o tendão saudável. Este é um procedimento relativamente novo, mas os resultados são promissores.
  • Cirurgia. Em casos incomuns, se outros tratamentos falharem, seu médico pode sugerir um desbridamento cirúrgico do tendão patelar. Alguns procedimentos podem ser realizados através de pequenas incisões ao redor do joelho.

Prevenção de Tendinite Patelar:

Para reduzir o risco de ter tendinite patelar, siga estes passos:

  • Não jogue quando tiver dor. Assim que você perceber que tem dor no joelho durante o exercício, coloque gelo na área e descanse. Até que você não tenha mais dor no joelho, evite atividades que coloquem tensão no tendão patelar.
  • Fortalece os músculos. Os músculos fortes das coxas são mais capazes de lidar com a tensão que a tendinite patelar pode causar. Os exercícios excêntricos, que consistem em abaixar a perna muito lentamente depois de ter estendido o joelho, são especialmente úteis.
  • Melhore sua técnica. Para certificar-se de que você usa seu corpo corretamente, considere ter aulas ou instruções profissionais ao iniciar um novo esporte ou ao usar equipamentos de ginástica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tendinite de Aquiles

Tendinite de Aquiles: Sintomas e Como Fazer o Tratamento!

tétano

Tétano: Sintomas, Causas e Como Fazer o Tratamento!