Sintomas do câncer de garganta e como preveni-lo

Os sintomas do câncer de garganta podem aparecer na boca, nos seios paranasais, no nariz ou na garganta e incluem ferida ou nódulo que não cicatriza, dor de garganta persistente, dificuldade para engolir e mudanças na voz. Além do mais, o câncer de garganta começa nos órgãos que o ajudam a respirar, engolir e falar. Sua garganta é um tubo oco que começa atrás do nariz e termina no pescoço. Apenas metade dos cânceres se desenvolve na própria garganta. Também pode começar na caixa de voz ou amígdalas. Este tipo de câncer de garganta é chamado de câncer de laringe.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, cerca de 0,3% das pessoas serão diagnosticadas com câncer de laringe em algum momento de suas vidas. O ator Michael Douglas foi diagnosticado com câncer de garganta em 2010 e precisou passar por oito semanas de quimioterapia e radioterapia para combater esta grave doença. O câncer de garganta normalmente cresce de forma rápida, por isso é muito importante diagnosticá-lo a tempo. Receber o tratamento em um estágio inicial fornecerá melhores chances de combater a doença. Veja agora no Up Saúde alguns dos sintomas do câncer de garganta.

Sinais e Sintomas do câncer de garganta

Pode ser difícil detectar o câncer de garganta nos estágios iniciais. Os sintomas de alerta da doença podem incluir:

  • dificuldade para engolir;
  • mudanças na voz, como rouquidão;
  • dor de garganta ou tosse que não desaparece;
  • dor de cabeça;
  • perda de peso inexplicável;
  • gânglios linfáticos inchados;
  • sibilos;
  • dor de ouvido.

Se você notar algum desses sinais, consulte o seu médico o mais rápido possível. A maioria dos sintomas não é específica ao câncer de garganta, por isso seu médico tentará encontrar causas mais comuns inicialmente.

Fatores de risco

Existem certos fatores que podem aumentar o risco do câncer de garganta. Eles incluem os seguintes:

  • consumo de tabaco, incluindo mastigar e fumar;
  • abuso de álcool;
  • um vírus chamado papilomavírus humano (HPV);
  • gênero: homens são cinco vezes mais propensos a desenvolvê-lo do que as mulheres;
  • idade: a maioria dos casos de câncer de garganta ocorre em pessoas com mais de 65 anos e idade;
  • exposição química, incluindo vazamentos de níquel, amianto e ácido sulfúrico.

Como prevenir o câncer de garganta

Infelizmente, não existe uma maneira comprovada de se proteger contra o câncer de garganta. Mas você pode reduzir o risco tomando medidas simples:

  • Não fume. Se você fuma, pare. Parar de fumar pode ser muito difícil, mas seu médico pode ajudar. Existem várias estratégias eficazes para parar de fumar, basta escolher a melhor para você. Em alguns casos, seu médico pode recomendar medicamentos e terapia de reposição de nicotina.
  • Consuma álcool com moderação. Homens saudáveis ​​não devem beber mais do que duas bebidas por dia, e as mulheres não devem consumir mais do que uma bebida por dia.
  • Mantenha uma dieta saudável, repleta de frutas e vegetais. As vitaminas e antioxidantes podem reduzir o risco de câncer de garganta. Seja fisicamente ativo e tome medidas para perder o excesso de peso.
  • Proteja-se do HPV. Certos cânceres de garganta estão ligados ao papilomavírus humano. Limite o número de parceiros sexuais e pratique sexo seguro.

O câncer de garganta é uma doença grave, mas, se diagnosticado cedo, possui alta taxa de cura. Em alguns casos, o câncer de garganta não é curável, mas o tratamento adequado pode retardar a progressão dessa condição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sintomas de trombose

5 Sintomas associados a menstruação que não são normais

Coceira lá em baixo? Entenda as causas e como cuidar!