Coceira no céu da boca: O que pode ser e o que fazer

Quem já sentiu uma coceira no céu da boca sabe o quanto é aflitivo tentar aliviar a sensação incômoda que o prurido provoca. No entanto, é preciso observar se esta coceira em questão não seria uma forma do seu organismo apontar que há algo de errado ocorrendo com o seu corpo, como processos alérgicos ou mesmo questões de saúde mais graves.

Pensando na pergunta “Coceira no céu da boca, o que pode ser?”, o up saúde reuniu informações para te ajudar a identificar as principais causas do comichão e a tratar do problema para que os desdobramentos não sejam mais graves e você se livre do incômodo.

Coceira no céu da boca:

O problema de saúde que podem provocar a coceira no céu da boca são:

Rinite:

Céu da boca e ouvido coçando podem ser sintomas de rinite alérgica ou não alérgica. Neste caso, a coceira não se restringe ao céu da boca, mas também ocorre no nariz e nos olhos. Diversos fatores podem provocar a rinite, entre eles resfriados, mudanças de temperatura, contato com ácaros, poluição, substâncias tóxicas e cheiros fortes. A irritação das veias nasais é a principal causa do prurido.

Tempo seco e desidratação das mucosas:

O céu da boca coçando pode ser nariz ressecado. Tempo seco e resfriados podem colaborar para que o nosso organismo sinta os mesmos efeitos provocados pela rinite, pois a baixa umidade do ar causa desidratação das mucosas. Para se livrar da coceira é necessário beber muita água, aplicar soros fisiológicos nas narinas e evitar locais com ar condicionado.

Alergias alimentares:

A coceira no céu da boca e língua coçando também podem ser um indicativo de alergia a algum alimento. Esta coceira pode vir acompanhada de sintomas mais graves, como falta de ar, inchaço, vermelhidão e vômito, exigindo a ida imediata a um hospital. No caso de alergia alimentar, o indivíduo deve observar as reações do organismo a determinados alimentos e relatar a um médico. Caso a alergia seja constatada, recomenda-se que o alimento e seus derivados sejam evitados.

Desvio de septo:

Um dos sintomas de desvio de septo é justamente a coceira na região do palato – outro nome dado ao céu da boca. Com as vias nasais obstruídas pelo desvio, é comum que o indivíduo tenha acúmulo de secreções, que causam rinossinusite, apneia, dificuldade de respiração e a tal coceira. Para muitos casos – não todos – é indicada a cirurgia de correção.

Aftas no céu da boca:

As aftas também podem ser causas de coceira no céu da boca e pontos vermelhos no céu da boca. São fáceis de identificar pois são pequenas úlceras, geralmente benignas, de aspecto branco, amarelado e pintas vermelhas no céu da boca. Estresse, baixa imunidade e mesmo limpeza inadequada da boca são alguns fatores que ajudam na formação de aftas. Geralmente elas saem sozinhas, mas existem cremes e remédios que podem ser usados para melhorar a sensação de incômodo e receitas caseiras que ajudam no processo de cura.

Estomatite:

Na pior das hipóteses, a estomatite deve ser considerada em casos de coceira. Além de bolhas facilmente confundidas com as aftas, mencionadas acima, manchas vermelhas podem aparecer no céu da boca. A estomatite é contagiosa e um médico deve ser consultado sobre a forma adequada de tratamento para cada caso.

Sintomas de câncer de boca:

Os sintomas do câncer de boca surgem de forma silenciosa e, pelo fato de não haver dor, a pessoa pode demorar para buscar tratamento, sendo a doença diagnosticada, na maioria das vezes, em estágios mais avançados. Os sinais e sintomas indicativos de câncer de boca variam de acordo com o grau de desenvolvimento da doença, sendo os primeiros sinais:

  • Ferida ou aftas na cavidade bucal que não cicatrizam em 15 dias;
  • Manchas vermelhas ou brancas nas gengivas, língua, lábios, garganta ou revestimento da boca;
  • Pequenas feridas superficiais que não doem e que podem ou não sangrar;
  • Irritação, dor na garganta ou sensação que algo está preso na garganta.

Porém, em estágios mais avançados, os sintomas evoluem para:

  • Dificuldade ou dor ao falar, mastigar e engolir;
  • Caroços no pescoço devido ao aumento das ínguas;
  • Dor em torno dos dentes, que podem cair facilmente;
  • Mau hálito persistente;
  • Perda súbita de peso.

Se estes sinais e sintomas de câncer de boca persistirem por mais de 2 semanas, é recomendado consultar um clínico geral ou um dentista para avaliar o problema, fazer os exames necessários e diagnosticar a doença, iniciando o tratamento adequado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*